Núbia Óliiver sobre ninfomania: ‘Só pensava e tinha que fazer sexo’

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2019 12h31
Jovem PanNúbia Óliiver foi a convidada do Morning Show nesta terça-feira (10)

Núbia Óliiver é conhecida por falar abertamente sobre sexo sem nenhum tabu, mas nem sempre foi assim. Em entrevista ao Morning Show nesta terça-feira (10), a modelo relembrou a descoberta de seu intenso desejo sexual e como isso afetou sua vida.

“Sofri muito. Acho que qualquer vício que você tenha que te prejudique, você acaba sofrendo. Isso causa polêmica até hoje. Não foi legal, eu precisei fazer tratamento”, disse.

Núbia contou que não conseguia ter uma rotina normal em sua vida, já que o vício dominada seus pensamentos. “Para uma adolescente que estava descobrindo um monte de outras coisas para ver, estudar, passear, eu só pensava e tinha que fazer sexo. E isso não era legal porque era uma parte compulsiva”, desabafou.

“Sexo tem que ter um prazer satisfatório, mas naquele momento esse prazer não existia. Eu acabava de ter a relação sexual com uma pessoa e já queria outra pessoa porque o prazer não tinha acontecido”, completou.

A sexóloga Paula Napolitano explicou como a adicção em sexo afeta a vida dos diagnosticados com a doença. “A principal diferença entre gostar muito de sexo e ser viciado em sexo é a compulsão. O vício traz obsessão, perda de controle, sofrimento e prejuízo. A pessoa não está mais controlando, ela apenas precisa daquilo de novo. E traz prejuízo com situações de risco, não consegue mais manter relações afetivas.”