Maurício Meirelles gravará especial para Netflix: ‘Humor não pode ser asséptico’

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2019 12h23
Jovem Pan Maurício Meirelles foi o entrevistado do Morning Show nesta terça (12)

Maurício Meirelles vai transformar o seu show “Levando O Caos” em um especial para a Netflix. A gravação acontece em dois espetáculos no dia 20 de novembro no Espaço Teatral do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

Em entrevista ao Morning Show nesta terça-feira (12), o humorista falou sobre os cuidados na hora de fazer comédia no mundo polarizado de hoje.

“O humor não pode ser asséptico, tem que ser uma crítica, mas acho que quando você vai falar de racismo tem que estudar um pouco sobre o que vai falar, tem que ser uma piada nota 10.”

Meirelles também contou sobre a parceria inédita com a plataforma streaming. “A Netflix é um novo canal que eu sempre fui muito fã. É uma honra porque tem muito comediante bom no Brasil e quem aprova o texto [de comédia] é o pessoal de Nova York”, explicou à bancada.

Aos 35 anos, Meirelles vive uma fase de aprendizado em sua vida e são essas novas lições que ele incluiu em seu novo show de comédia.

“Sou um cara de 35 anos que está ficando velho e não está entendendo as coisas novas. Não entendo a galera que está tomando corote ou fumando maconha, estou tomando Omeprazol, tô tiozão”, descontraiu.

“Mandei esse texto para a Netflix e gostaram, pois é algo mundial, é isso que está acontecendo no mundo: as pessoas estão ficando velhas e o mundo, ao mesmo, está ficando progressista e conservador.”