Secretário nacional da Cultura faz discurso parecido ao de ministro de Hitler

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2020 09h46
ReproduçãoPelo Facebook, o secretário afirmou, na manhã desta sexta-feira (17), que a semelhança foi uma "coincidência retórica"

O secretário nacional da Cultura, Roberto Alvim, divulgou na última quinta-feira (16) um vídeo em que discursa falas semelhantes as do ministro nazista Joseph Goebbels — antissemita radical que comandava a pasta da Propaganda no governo de Adolf Hitler, na Alemanha.

Na fala do século passado, Goebbels afirma que a “arte alemã da próxima década será heroica e imperativa”. No vídeo desta quinta, Alvim diz que a “arte brasileira da próxima década será heroica e imperativa”.

Pelo Facebook, o secretário afirmou, na manhã desta sexta-feira (17), que a semelhança foi uma “coincidência retórica”.

“O que a esquerda está fazendo é uma falácia de associação remota: com uma coincidência retórica em UMA frase sobre nacionalismo em arte, estão tentando desacreditar todo o PRÊMIO NACIONAL DAS ARTES, que vai redefinir a Cultura brasileira”, disse na publicação.

Ele completa. “É típico dessa corja. Repito: foi apenas uma frase do meu discurso na qual havia uma coincidência retórica. Eu não citei ninguém. E o trecho fala de uma arte heroica e profundamente vinculada às aspirações do povo brasileiro. Não há nada de errado com a frase.”

Prêmio Nacional das Artes

O vídeo foi feito inicialmente por Roberto Alvim para divulgar o Prêmio Nacional das Artes — que promete patrocinar produções inéditas em diversas vertentes da cultura. O valor total do prêmio ultrapassa os R$ 20 milhões.

O assunto se tornou, em pouco tempo, um dos mais comentados do Twitter.