Por que uma escola de Ohio decidiu armar professores?

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2019 08h03
Raphael Alves/ TJAMNa última quinta-feira (14) um jovem de 16 anos entrou armado em uma escola de Santa Clarita, na Califórnia

O distrito de Shelby, em Ohio, no interior dos Estados Unidos, decidiu enfrentar o problema dos tiroteios nas escolas armando professores. O superintendente das instituições de ensino da cidade, Bob Humble, defende que a medida pode inibir a ação de atiradores que estejam pensando em cometer ataques.

Um professor, que não quis se identificar, diz que se trata de uma das ações mais pró-ativas para resolver o problema. Ele diz que professores armados podem agir em casos de tiroteio enquanto os policiais não chegam.

A medida é polemica e divide opiniões. Segundo a organização Everytown For Ground Safety, pesquisas indicam que o acesso a armas de fogo triplicam o risco de suicídio e aumento em dobro o de homicídios.

A organização também destaca que armar os professores pode causar mortes nas escolas por conta de disparos acidentais. Outra preocupação é a falta de regulamentação sobre o treinamento que os funcionários precisam receber para lidar com as armas de fogo.

Na última quinta-feira (14) um jovem de 16 anos entrou armado em uma escola de Santa Clarita, na Califórnia, matou uma menina de 15 anos e menino de 14. Outros três estudantes foram feridos.

O atirador também atirou contra si e chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.

*Com informações da repórter Mariana Janjácomo