EUA admite conversas com Caracas, mas vê resistência de Maduro a eleições livres

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2020 06h48
EFE/ Rayner PeñaMike Pompeo também afirmou que o governo tomará mais medidas para apoiar o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, admitiu que têm ocorrido “numerosas conversas” com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Ele afirmou, porém, que o chavista não está disposto a permitir novas eleições livres.

A declaração de Pompeo vem em reação à fala de Maduro publicada no jornal The Washington Post. Na entrevista, ele pediu “respeito” e disse estar aberto ao diálogo com o governo norte-americano.

O presidente venezuelano afirmou, ainda, que está pronto para negociar com a Casa Branca sobre as sanções impostas pelo presidente Donald Trump. Segundo ele, sem as sanções, as companhias petroleiras americanas poderão se beneficiar do petróleo da Venezuela.

Esta é a primeira vez que Nicolás Maduro falou a um grande veículo de imprensa dos Estados Unidos desde fevereiro do ano passado.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, também afirmou que o governo tomará mais medidas para apoiar o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó.

O governo Trump foi o primeiro a reconhecer Guaidó como presidente interino da Venezuela — após o Parlamento declarar a eleição de Nicolás Maduro como ilegítima.

*Com informações da repórter Leticia Santini