Com custo de R$ 750 bilhões, Brasil tem 11 milhões de servidores, aponta Ipea

  • Por Jovem Pan
  • 07/12/2019 10h31
ESTADÃO CONTEÚDOEm 32 anos, funcionalismo aumentou em 123%

O Brasil gastou, em 2017, mais de R$ 750 bilhões com os servidores públicos ativos, o que corresponde a 10,5% do Produto Interno Bruno (PIB). Os dados são de uma pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), divulgados nesta sexta-feira (6), e analisa números de 1986 a 2017.

Durante esses 32 anos, o funcionalismo aumentou em 123%, e o número total de servidores quase dobrou: foi de cinco milhões para mais de 11 milhões. Na esfera municipal, o crescimento foi de 276%, na estadual, de 50% e, na federal, de 28%.

A diferença de salários, de acordo com o ente federativo, continua grande. A remuneração média de um servidor federal é de R$ 8.500 por mês; a de um estadual, R$ 4.600 e, na esfera municipal, R$ 2.800 mensais.

Na comparação entre os três poderes, o Judiciário tem a maior média salarial, passando de R$ 12 mil. A do Legislativo é de R$ 6 mil e a do Executivo, R$ 3.900.

Além disso, as mulheres seguem recebendo menos que os homens. Em 32 anos, a diferença subiu de 17% para 24%. De acordo com o Ipea, a explicação mais provável é que elas predominam em cargos de menor salário, principalmente nas áreas de Educação e Saúde.

*Com informações do repórter Levy Guimarães