Após perseguição, policiais da Rota matam quatro criminosos e liberam refém em SP

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2019 07h36
Divulgação/ROTACom os suspeitos, os policiais apreenderam várias armas

Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) mataram, na madrugada desta quinta-feira (5), quatro integrantes de uma quadrilha e libertaram um motorista, vítima de sequestro na região do Campo Grande, Zona Sul de São Paulo. Os bandidos ocupavam um Fiat Fiorino branco, pertencente a uma empresa de seguros, e mantinham o motorista refém.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a vítima negociava a venda de um objeto com um dos suspeitos pela internet e agendou um encontro com ele na Rua Marino Pinto, no Jardim Palmares, região da Pedreira. Quando chegou ao local a bordo do Fiorino, o motorista foi rendido por quatro criminosos, todos armados.

A quadrilha colocou o motorista no compartimento de carga do furgão e o ameaçou, exigindo dinheiro. Depois, exigiu os cartões bancários e de crédito para fazer saques em caixas eletrônicos.

Enquanto isso, uma testemunha, que havia presenciado toda a ação, acionou a polícia. Equipes da Rota que faziam o patrulhamento na região foram alertadas via rádio e conseguiram localizar o Fiorino, dando início a uma perseguição que terminou na Rua Canuto Borelli, próximo à Estrada da Servidão, na Vila Campo Grande.

No local, os ladrões desembarcaram e tentaram fugir a pé, ao mesmo tempo em que efetuavam disparos contra os militares, que reagiram. No revide, os quatro assaltantes foram baleados e morreram antes da chegada das equipes de resgate do Corpo de Bombeiros.

Os policiais militares da Rota e a vítima escaparam ilesos.

O caso foi comunicado ao delegado plantonista no Nonagésimo Oitavo Distrito Policial, do Jardim Miriam, e registrado no DHPP, que vai investigar a ação dos policiais.

*Com informações do repórte Paulo Édson Fiore