Vera: Lula plantou insegurança no seio do Governo

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2019 07h57
ReproduçãoAo retornar à Brasília após passar o feirado em São Paulo, o presidente afirmou que não sabe quando o projeto vai avançar

Jair Bolsonaro admite que reforma administrativa vai demorar um pouco para ser enviada ao Congresso. Ao retornar à Brasília após passar o feriado em São Paulo, o presidente afirmou que não sabe quando o projeto vai avançar.

“Esse projeto deveria ter sido mandado na semana passada, junto com as outras reformas, e não foi – para ser melhor e mais bem equacionada. O ministro Paulo Guedes conseguiu aplanar o caminho para ele e teve uma boa acolhida de de deputados e senadores. Agora Jair Bolsonaro é quem segura as rédeas e não quer enviá-lo. Foi muito influenciado pelo ministros, sobre tudo Onyx Lorenzoni. Um aspecto que contou muitos pontos para que atrasassem o envio do projeto foi a soltura do ex-presidente Lula.”

“Indo as ruas, inflamando a população contra a ideia de que se mexa com os servidores, dizendo que o Governo persegue trabalhadores. Lula conseguiu plantar semente da insegurança no seio do Governo. Falei isso na semana passada. O efeito Lula, além da polarização exacerbada, poderia levar a pauta de Guedes a ser sacrificada. Jair Bolsonaro não é um liberal convicto, ele foi um liberal convertido nas últimas eleições. Agora ele vai mostrando sua contradição”, completa Vera.