Constantino: Melhor programa social que existe são as reformas liberais

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2019 09h59
ANDRÉ COELHO/ESTADÃO CONTEÚDOReformas podem demorar mais tempo para dar efeito, mas entregam resultados

Depois do lançamento de uma agenda de combate à pobreza feita pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a libertação do ex-presidente Lula e o receio de uma onda de protestos similar aos do Chile e da América Latina, o presidente Jair Bolsonaro tenta, agora, reforçar suas políticas sociais.

De acordo com uma reportagem do Estado de S. Paulo, Bolsonaro recorreu ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, para tentar ampliar benefícios às famílias de baixa renda – e convocou, também, o economista Ricardo Paes de Barros, um dos criadores do Bolsa Família durante a gestão de Lula.

“O governo está reagindo, de fato, à soltura de Lula e aos acontecimentos que tomaram conta de alguns países da América Latina, como no caso do Chile – que está usando como bandeira a questão das desigualdades sociais. Na verdade, o governo nega que esteja fazendo isso como reação à soltura de Lula e por medo de um ‘efeito chileno’ no país, mas conversas indicam que é por aí, sim – até adiar a reforma administrativa teria esse receio.

É uma falsa dicotomia. O melhor programa social que existe na face da Terra chama-se emprego. Emprego dá dignidade ao sujeito, ele pode trabalhar e ganhar o dinheiro dele sem depender de esmola estatal, de assistencialismo, esse é o melhor emprego social. Só que a gente entende que nem sempre a economia anda com a polícia. Vale lembrar que, na campanha, Bolsonaro falava muito isso: ‘Meu posto Ipiranga, em economia, é Guedes. De política, entendo eu’.

Então eu acho que, nesse caso, há uma intervenção do termômetro político. O presidente e sua equipe estão preocupados com as repercussões políticas da narrativa imposta pelo Lula e pela esquerda, e temem que isso acabem gerando protestos e impopularidade do governo. Então eles estariam reagindo, nesse sentido, para a imagem, a perspectiva de que o governo faz mais pelo social.

Mas volto a repetir: o melhor programa social que existe são as reformas liberais do ministro Paulo Guedes. Elas podem levar algum tempo até sentir efeito, podem não ter a mesma percepção de canetadas, de aumento de Bolsa Família, ou alguns programas sociais diretos, que dão imagem que estão fazendo mais, mas quem entende do assunto, quem é técnico e quem estuda sabe que uma coisa é jogar para a plateia e outra é entregar resultado. Quem entrega resultado são os liberais, quem joga para a platéia são os esquerdistas, que entregam sempre reformas populistas”, avaliou Constantino.