Reino Unido: Lei impede casais que moram separados de fazer sexo

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2020 16h43
EFE/EPA/NEIL HALLAgora, é proibido passar a noite fora sem um motivo consistente, como mudar de casa ou trabalhar

As restrições rígidas sobre onde as pessoas podem se reunir e dormir no Reino Unido, em razão da pandemia da Covid-19, tornaram ilegal que casais que moram em casas diferentes façam sexo e passem a noite juntos.

Nesta segunda-feira (1º), uma nova legislação determinou que configura uma reunião “duas ou mais pessoas presentes no mesmo local, a fim de se engajar em qualquer forma de interação social entre si, ou realizar qualquer outra atividade uns com os outros”.

“Nenhuma pessoa pode participar de uma reunião que ocorre em um local público ou privado ao ar livre, e que tenha mais de seis pessoas, ou em ambientes fechados, que tenha duas ou mais pessoas”, diz a determinação.

Antes, o Regulamento de Proteção à Saúde proibia as pessoas de sair de casa sem “desculpa razoável”, ou seja, se não fosse para atividades essenciais, como ir à farmácia ou ao supermercado. Agora, é proibido passar a noite fora sem um motivo consistente, como mudar de casa, trabalhar, participar de funerais ou prestar cuidados a alguém.

As pessoas que se encontrarem para fazer sexo poderão ser punidas sob leis pré-existentes que ultrajem a decência pública e a exposição indecente. A polícia pode prender ou multar em cerca de 100 libras quem estiver nas ruas, porém dentro das casas, não é possível verificar se há violações.

Para o advogado de direitos humanos da Doughty Street Chambers, Adam Wagner, o coronavírus “restringiu efetivamente o contato comum de pessoas em relacionamentos que não moram juntas” no Reino Unido.

“Essa é uma restrição significativa aos nossos direitos à privacidade e à vida familiar, mesmo que possa ser justificada pela gravidade do risco à saúde pública”, disse ele ao The Independent.