Protestos: Nova York decreta toque de recolher e dobra presença policial

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2020 18h50
EFE/EPA/ETIENNE LAURENTSerá a primeira vez na história recente que a cidade vai impor um toque de recolher à população

A cidade de Nova York decretou toque de recolher a partir das 23h desta segunda-feira (0h no horário de Brasília) e vai dobrar a presença policial em resposta aos episódios violentos nos protestos pela morte de George Floyd, asfixiado pelo policial Derek Chauvin.

Será a primeira vez na história recente que a cidade vai impor um toque de recolher à população, medida já adotada em dezenas de outras localidades nos Estados Unidos.

Em pronunciamento conjunto, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, e o governador do estado, Andrew Cuomo, declararam que as restrições serão aplicadas entre às 23h de segunda-feira e às 5h de terça.

“Hoje, para proteger contra a violência e danos materiais, o governador e eu decidimos implementar um toque de recolher em toda a cidade”, disse De Blasio, que destacou apoiar os protestos, “geralmente pacíficos”. “Não podemos deixar a violência minar a mensagem deste momento. É muito importante, e a mensagem deve ser ouvida”, completou o prefeito.

Cuomo, na mesma linha, apoiou os manifestantes e sua mensagem, mas ressaltou: “Infelizmente, há pessoas que procuram distrair e desacreditar este momento. A violência e os saques têm sido ruins para a cidade, o estado e todo esse movimento nacional”, acrescentou o líder democrata, que incentivou a continuação das manifestações de forma pacífica.

Polícia

As autoridades também anunciaram que a presença da polícia nas ruas será dobrada nesta noite para tentar deter os tumultos, com mais homens destacados em áreas onde houve violência e destruição nos dias anteriores, principalmente no Baixo Manhattan e no Brooklyn Central.

Segundo Cuomo, nesta segunda-feira haverá 8 mil agentes na cidade para controlar a situação, o dobro do que foi visto neste domingo.

* Com EFE