Hong Kong registra primeira morte desde o início das manifestações

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2019 11h48
EFEManifestantes fizeram uma vigília em homenagem ao estudante morto

O governo de Hong Kong informou que um estudante universitário de 22 anos morreu, nesta sexta-feira (8), sob suspeita de ter sofrido lesões quando participava de uma manifestação pró-democracia. Esta é a primeira morte relacionada aos protestos que têm ocorrido na cidade autônoma há cinco meses.

O jovem foi encontrado na segunda-feira (4), no terceiro andar de uma instalação de estacionamento, em um distrito residencial na Península de Kowloon. Ele foi levado ao hospital, onde recebeu tratamento mas não recuperou a consciência. A polícia de Hong Kong disse que ele pode ter caído acidentalmente do quarto andar da construção.

Segundo relatos, na ocasião do incidente, a polícia estava usando gás lacrimogêneo para retirar os manifestantes de uma área próxima. Acredita-se que a morte do jovem aumente ainda mais a revolta da população com o governo e as forças de segurança.

*Com informações da Agência Brasil