Chile tem 5 mil novos casos e recorde diário de mortes pela Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 01/06/2020 17h06
EFE/EPA/Filippo VeneziaCom a quantidade de óbitos acrescentada hoje ao balanço, o total chegou a 1.113

O ministro da Saúde do Chile, Jaime Mañalich, afirmou nesta segunda-feira (1º) que o país registrou 5.471 casos a mais de infecção pelo novo coronavírus, e 59 mortes, a maior marca registrada em um mesmo dia desde o início da pandemia.

Com a quantidade de óbitos acrescentada hoje ao balanço, o total chegou a 1.113. Além disso, segundo o integrante do governo, 1.446 pessoas estão internadas em unidades de terapia intensiva, sendo que 1.209 destes pacientes estão ligados a respiradores artificiais.

“Temos hoje 286 respiradores disponíveis na rede pública e privada, sem contar os 50 que chegaram ontem à noite e os 65 que devem estar chegando no Aeroporto Internacional de Santiago”, disse Mañalich, em entrevista coletiva concedida hoje à tarde.

Ainda nesta segunda-feira, o ministro explicou que haverá mudança na definição de morte atribuível ao novo coronavírus, que antes era o óbito de pessoa que testava positivo.

A partir de agora, será atestado falecimento por Covid-19 daqueles que apresentem sintomas, mesmo que os exames ainda não tenham resultado, o que pode aumentar a quantidade no país “de maneira leve”.

O ministro ainda afirmou que as pessoas que tiveram sintomas leves ou tenham testado positivo para o novo coronavírus, precisam ficar dez dias em isolamento e não 14, como era indicado anteriormente.

* Com EFE