Vídeo: Mamãe Falei xinga plateia e deputados se agridem na Alesp

  • Por Jovem Pan
  • 04/12/2019 22h27 - Atualizado em 05/12/2019 11h13
Arquivo PessoalO deputado Luiz Fernando Teixeira (PT) foi para cima de Mamãe Falei, que chegou a armar posição para trocar socos no Plenário

A sessão de votação da reforma da previdência dos servidores de São Paulo terminou em agressão na noite desta quarta-feira (4). O deputado estadual Arthur do Val, o Mamãe Falei, que é integrante do Movimento Brasil Livre (MBL), chamou a plateia de “bando de vagabundos”, o que gerou revolta na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

O deputado Luiz Fernando Teixeira (PT) foi para cima de Mamãe Falei, que chegou a armar posição para trocar socos no Plenário. A sessão foi suspensa e o presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), mandou trancar a sala.

Nas redes sociais, Arthur do Val se manifestou. Ele compartilhou o vídeo que havia sido publicado pelo youtuber Felipe Neto e escreveu: “Arriscar a vida pra combater privilégios não é piada. Só sabe disso quem sai do YouTube pra vida real”.

Confira o momento da briga:

O governador João Doria (PSDB) enviou para a Alesp no dia 12 de novembro a proposta para a reforma da previdência dos servidores estaduais. Uma das principais mudanças segue os moldes das regras adotadas pela União e institui idade mínima para as aposentadorias de 65 anos, para homens, e de 62 anos, para mulheres. O tempo mínimo de contribuição será de 25 anos.

Hoje, a regra geral dos servidores paulistas permite requerer o benefício com 30 anos de contribuição e 55 anos de idade, no caso das mulheres, e aos 35 anos de contribuição e 60 anos de idade, para os homens.