José Paulo Martins vai assumir interinamente Secretaria da Cultura

Informação foi divulgada por ministério após exoneração de Alvim

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2020 19h06
FacebookMartins era secretário-adjunto da pasta

A assessoria do Ministério do Turismo divulgou, em nota, que José Paulo Martins vai assumir interinamente a Secretaria Especial de Cultura após a exoneração, nesta sexta-feira (17), de Roberto Alvim. Martins era secretário-adjunto da pasta.

A mesma nota informa que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, repudia ideologias totalitárias e genocidas.

A demissão de Roberto Alvim do cargo de secretário especial da Cultura foi publicada nesta sexta em edição extra do Diário Oficial da União. A exoneração foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

O desligamento foi confirmado pela Presidência da República no final da manhã após a repercussão de um vídeo sobre o lançamento do Prêmio Nacional das Artes divulgado por Alvim, em sua conta no Twitter, em que trechos remetem a um discurso do ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels.

Desculpas

Mais cedo, em entrevista à Rádio Gaúcha, Roberto Alvim afirmou que o presidente Bolsonaro “entendeu que não houve má intenção”. Ele disse que não sabia que a frase era de autoria do ministro de Adolph Hitler e tentou minimizar o estrago dizendo se tratar de uma “coincidência retórica”.  Chegou a pedir desculpas e, por fim, argumentou que caíra numa “casca de banana”.

Em outra entrevista, ao site do jornal O Estado de S.Paulo, Alvim afirmou: “A origem é espúria, mas as ideias contidas na frase são absolutamente perfeitas e eu assino embaixo”.

Tão logo a informação de que o presidente havia decidido exonerá-lo, Alvim publicou em suas redes sociais que seu cargo estava à disposição.

* Com informações da Agência Brasil