Andy Murray cai no choro ao conquistar o primeiro título desde 2017

  • Por Jovem Pan
  • 20/10/2019 14h56
EFE/EPA/JULIEN WARNANDAtleta viveu início de temporada difícil e chegou a insinuar que poderia se aposentar

Andy Murray está de volta. Neste domingo (20), o britânico venceu o suíço Stan Wawrinka e conquistou o ATP 250 da Antuérpia, na Bélgica. Ao levantar a taça de seu primeiro título desde 2017 — e também primeiro após implantar uma prótese no quadril em janeiro deste ano –, o tenista caiu no choro.

“Significa muito para mim, sobretudo depois dos problemas que tive nos últimos anos. Foi um grande jogo. Stan jogou incrivelmente bem, nós dois jogamos. Não esperava isto, estou muito feliz. Estou muito orgulhoso do que fiz nesta semana”, disse após conter as lágrimas.

Pai de dois filhos e com a esposa grávida do terceiro, Murray brincou ao dizer que deveria sair logo da quadra para ficar com a família. “Estamos esperando o terceiro filho, a minha família está ficando grande, tenho que sair depressa”, comentou.

Murray precisou de duas horas e 27 minutos para derrotar Wawrinka com parciais de 3-6, 6-4 e 6-4. O torneio foi uma prova de resistência para o britânico, que também passou por longos duelos na semifinal, ao eliminar o francês Ugo Humbert em duas horas e 22 minutos, e nas quartas de final, quando venceu o romeno Marius Copil em duas horas e 35 minutos.

Murray viveu um início de temporada difícil e chegou a insinuar que poderia se aposentar em Wimbledon neste ano. Com 32 anos e 243º do mundo no ranking da ATP, ele não ganhava um torneio há dois anos, desde quando era o número 1 do mundo e venceu o espanhol Fernando Verdasco na final do ATP 500 de Dubai.

*Com EFE