Ex-Corinthians, Ralf fala de futuro no Avaí: ‘Se eu quisesse diversão, iria para a Disney’

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2020 12h12
DivulgaçãoRalf foi apresentado como reforço do Avaí

Multicampeão no Corinthians, Ralf foi apresentado como reforço do Avaí na manhã desta sexta-feira (29). Tratando de deixar a sua história no Timão “para trás”, o volante falou que pretende recolocar a equipe catarinense na elite do futebol nacional.

“Agora é o Ralf do Avaí. O Ralf do Corinthians ficou pra trás. Nenhuma borracha apaga a minha história, mas agora é página virada”, disse o jogador prestes a completar 36 anos.

Ralf explicou que a pandemia de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, prolongou a negociação com o Leão da Ilha. Ainda assim, ele comemorou o acerto com o Avaí.

“A pandemia atrapalhou [a negociação] tudo se for ver no cenário geral, essa foi a dificuldade. Eu também estava em negociações com outros clubes, mas o Avaí não mediu esforços… Eu sabia do que represento e queria ir prum clube onde eu posso ser feliz, é um clube onde vejo essa oportunidade e que não mediu esforços para me trazer”, comentou.

Na entrevista transmitida pelo YouTube, Ralf também afirmou que não está assinando com o time de Santa Catarina por “diversão” e que pretende colocar o time entre os melhores no país.

“É meu objetivo. Não vim trapacear, não vim por diversão, até porque se eu quisesse diversão iria pra Disney. Eu tenho que estar provando sempre. Jogador vive de conquistas. Não posso me acomodar com o que conquistei. Se eu tivesse acostumado com o que conquistei, eu tinha ficado em casa”, assegurou.

“Minha vinda pra cá só acrescenta mais no meu currículo. Sou movido a desafios e esse é mais um, e quero ajudar a recolocar o Avaí na Série A, que é de onde nunca deveria ter saído. A gente não briga só pelo acesso, briga pelo título”, completou Ralf.

Ralf conquistou diversas taças no Corinthians, entre elas a Libertadores e o Mundial de Clubes, em 2012. O meio-campista, entretanto, rescindiu contrato com o clube no começo do ano após o treinador Tiago Nunes dizer que iria utilizá-lo.