Ralf irrita torcida do Corinthians após falar que jogaria em rivais e revelar mágoa com o clube

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2020 09h57
Newton Menezes/Futura Press/Estadão ConteúdoRalf ganhou vários títulos com a camisa do Corinthians

Multicampeão no Corinthians, Ralf desaprovou a forma como deixou o clube, no final de janeiro, após entrar em acordo e rescindir seu contrato com o Timão. Em entrevista ao “Globoesporte.com”, publicada nesta sexta-feira (21), o volante revelou uma certa mágoa com os mandatários e disse que jogaria em times rivais do Alvinegro.

De acordo com Ralf, ele só foi avisado que não treinaria com o grupo principal do Corinthians dois dias antes da reapresentação do time, em 5 de janeiro. Segundo o jogador, apenas seus agentes foram informados, no final do ano passado, que ele faria parte do grupo comandado por Tiago Nunes, treinador recém-contratado.

“O treinador já estava há dois meses acertado com o clube e sabia com quem poderia contar. Podia me falar: “Você não está nos planos”. Beleza. Mas assim? “Amanhã você não vai se reapresentar”. Não me deram oportunidade de nada, ele não me conhece. Mas respeito o treinador, a opinião dele. Não quer contar com o Ralf? Beleza. Mas eu tenho uma história no clube, não é assim. A gente entende a filosofia de trabalho, mas não era para me tratar como se eu fosse qualquer um”, disparou.

“Ele foi comunicado (um dos agentes), mas a mim diretamente não foi passado isso, me pegou de surpresa. O que falaram era que o treinador tinha a filosofia dele e que o Ralf não estava nos planos. Mas não foi falado para mim diretamente. Uma coisa é falar para o meu agente, mas o profissional sou eu”, continuou.

Contratado em 2009 pela primeira vez, Ralf fez história na equipe paulista ao ser peça-chave em conquistas importantes, como a Libertadores e o Mundial de 2012, além do Campeonato Brasileiro de 2011 e 2015. O meio-campista, no entanto, deixou o time do Parque São Jorge em 2016 após receber uma proposta milionária do Beijin Guoan, da China, e deixar o clube de maneira inesperada.

Em 2018, Ralf voltou ao Corinthians e ainda participou das conquistas do Campeonato Paulista do mesmo ano e de 2019. Mesmo com toda identificação e história no clube, o jogador admitiu que jogaria em rivais, como Palmeiras, São Paulo e Santos.

“Todo mundo sabe da minha gratidão pelo clube. O Corinthians é minha vida, mas hoje eu sou um profissional, estou aberto ao que aparecer, independentemente de ser rival ou não e do rótulo que tenho no Corinthians, só penso na minha carreira. Tenho tido consultas, estou aberto a tudo o que vier e não teria problema algum”, comentou.

“Pela forma como saí, hoje acho que [os torcedores do Corinthias] entenderiam. Se fosse de outra forma, não entenderiam. Mas da forma como foi… Não que fui chutado, mas da forma como eu saí. O pessoal veria a parcela que eu contribuí, veria que sou um eterno grato ao Corinthians, mas entenderia o meu profissionalismo”, prosseguiu.

Torcida corintiana desaprova declarações 

Muitos torcedores do Corinthians, no entanto, ficaram revoltados com a entrevista de Ralf. Até por isso, o nome do atleta de 35 anos e que está sem clube entrou nos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta sexta-feira.

Parte da torcida alvinegra reclamou que Ralf deixou o clube pelas portas dos fundos em 2016. Assim, ele não teria o direito de ficar magoado com a diretoria corintiana. Já outra ala não gostou da possibilidade de ver o volante atuando por um arquirrival. Veja algumas reações abaixo.