Love elogia ousadia de Tiago Nunes e brinca sobre Paulinho voltar ao Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2020 14h43
LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDOVagner Love em ação pelo Corinthians

Com a semana livre por conta da eliminação na Copa Libertadores, o técnico Tiago Nunes tem aproveitado para pegar mais pesado nos treinamentos táticos do Corinthians com o objetivo de fazer com que os jogadores assimilem mais rapidamente o seu estilo de jogo. Depois de dois dias de folga, o elenco trabalhou em dois períodos na terça-feira e por mais de duas horas sob forte calor nesta quarta (19), no CT Joaquim Grava.

O centroavante Vagner Love elogiou a ousadia que Tiago Nunes pede para que o Corinthians utilize em campo. “Se não jogar para frente, não vai fazer gols. Se ficar lá atrás, não tem jeito. Temos que fazer o que Tiago pede, ser ousado. Fazer o gol para controlar o jogo depois”, disse o jogador, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

“Em alguns momentos, sabemos que vamos ficar expostos. É o que Tiago nos pede. Sabemos que se a gente roubar a bola na frente, vamos estar mais próximos de finalizar. Ele vem organizando essa pressão para não sermos surpreendidos e, se formos, vamos estar preparados para isso”, concluiu Vagner Love sobre como o Corinthians tem de se portar em 2020.

O atacante destacou a parceria que está tendo com o argentino Mauro Boselli no ataque e a chegada de Luan. “Tive a chance de iniciar nos últimos dois jogos e quando você inicia com jogadores de qualidade tudo facilita. Boselli e Luan são grandes jogadores. Temos certo conhecimento de como jogamos juntos eu e Boselli. Luan ainda estamos entrosando. Espero ter a chance de continuar na equipe que começa jogando. O trabalho está evoluindo. Tiago está tentando implantar o que ele tem em mente”, comentou.

Na entrevista coletiva, marcada pelo bom humor do atacante, Vagner Love brincou com o fato de o volante Paulinho, hoje no Guangzhou Evergrande, estar treinando no CT do Corinthians por conta da paralisação do futebol chinês com o surto do coronavírus, hoje chamado de Covid-19. No que depender dele, até e-mail em chinês pode ser escrito para ajudar o jogador a ficar em São Paulo nesta temporada.

“Primeiramente, é triste o que está acontecendo na China. A maioria dos brasileiros está por aqui no Brasil para manter a forma. Paulinho tem sua qualidade, seria muito bem-vindo, falei para ele até que eu mando e-mail para o chefe dele, se precisar, para conseguirmos segurar ele por aqui um aninho. Vai se sentir em casa por aqui. Dou um jeito, dou meus pulos, faço contatos para mandar e-mail em chinês para segurar ele aqui. É um cara importante em todos os clubes que passou, até na seleção brasileira”, afirmou.

*Com informações do Estadão Conteúdo