Will.i.am alega ter sofrido racismo de aeromoça em voo na Austrália

  • Por Jovem Pan
  • 17/11/2019 14h28
Reprodução/FacebookCantor relatou ato em postagens no Twitter

Will.i.am relatou ter sido vítima de racismo durante um voo com a companhia aérea Qantas na Austrália neste fim de semana. O líder do Black Eyed Peas viajava de Brisbane para Sydney e estava de fones de ouvido quando a tripulação pediu que desligassem os aparelhos eletrônicos para o pouso.

“Eu estava fazendo música usando fones de ouvido… me desculpem por não ouvir o aviso no sistema de som… eu concordei quando ela encostou no meu ombro e pediu para que eu desligasse o laptop…. é triste que sua #aeromoçaracista tenha chamado a polícia”, escreveu o cantor no Twitter.

Segundo o TMZ, ao chegarem no aeroporto, policiais escoltaram Will.i.am para fora da aeronave. “Sua #aeromoçaracista foi mais do que rude e levou tudo para outro nível quando chamou a polícia. Graças a Deus outros passageiros testemunharam que ELA estava fora de controle. A polícia me deixou ir embora. Imagine se eles fossem tão agressivos quando a aeromoça”, completou o artista.

Ao The Independent, a companhia aérea Qantas se pronunciou em comunicado. “Houve um mal entendido a bordo, que parece ter sido exacerbado por Will.i.am estar usando fones de ouvido com redução de ruído e não ter ouvido as instruções da equipe. Nós completamente rejeitamos a sugestão de que isso teve algo a ver com raça. Vamos entrar em contato com will.i.am e desejamos o melhor para a turnê.”